9.2.10

biblioteca

o pássaro na marquise
pousa
sobre o silêncio

(abaixo o salão)

na profusão de idéias
empapeladas

(!ave textos!)

(re) pousa

abarca com a vista
(não com a memória)
os recônditos as idéias as dissimulações
em suas
páginas

a ave paira no ar
- seu pouso agora é o vento –

em meio à
    r  e      v   o           a            d                        a
letras cabaleiam:
frenesi-linguístico
os sons (mudos)
as casas (de papel)

Nenhum comentário:

Seguidores