27.4.10

estopim

... o estopim de tudo
das dilacerações
das uniões
dos paradoxos

é o poema?

ou somos nós
arrastando-nos
na relva diária
correndo do leão
diário do medo diário
à luz do dia à luz da noite sob
nossas
sombras?

19.4.10

dia do índio

dia das mães
das crianças
da consciência negra
da mulher...

o calendário
como divã
sociológico.

15.4.10

existência

não sei se me vi vindo feito vidro ou vão

sei apenas isto:
eu m'olhando através
como n'um passo
túnel adentro

ou
sobre ponte
andando lento
...

...
cruamente o
fato simples era
eu -
sendo-me

Seguidores