2.7.09

margear

poema com palavrão
nunca foi fácil
sempre tem aquela facilidade
do espanto do choque
que espanta o poema.

quero mesmo é poema
sobre qualquer coisa nula
que não choca nem espanta
senão pelo próprio espanto
do pejo do poema.

Seguidores