16.8.12

ode

Sua alegria, ó Cristo,
brota em mim
sempre

faça chuva ou sol
doença, dor ou festa
Sua alegria

comovido
minhas barreiras desmoronam
ao som dos Seus firmes
passos
ao silêncio dos Seus
verdes campos

guia-me mansamente a águas tranquilas
mesmo entre os vales da morte
tenho descanso

enches de vinho o meu coração:
e, de paz,
minh'alma transborda.

(para Jesus Cristo)





Nenhum comentário:

Seguidores